segunda-feira, 22 de julho de 2013

Livros lidos #1

Resolvi iniciar uma nova série de posts onde vou falar um bocadinho dos livros que acabo de ler, dar a minha opinião e deixar algumas informações sobre esses mesmos livros. Eu adoro ler! Desde pequena que gosto, mas ao longo do ano não tenho muito tempo/paciência porque leio tantas coisas relativas com o meu curso, que não fico com muita vontade de ler ainda mais nos tempos livres. Mas, quando fico de férias, vingo-me!

O primeiro livro a ser falado vai ser o último que acabei de ler: "Alice e o Abismo"

Autor: Leonor Campos
Editora: novolivro
Ano: 2002
Género: Romance
Nº de páginas: 260 páginas
Outras informações: O guião da autora baseado nesta obra venceu um prémio NBP na categoria de telefilmes entre 150 competidores em 3 categorias.

Sinopse: "Pela primeira vez em Portugal, uma escritora aborda sem falsos pudores o tema de uma paixão entre duas mulheres. E pela primeira vez uma escritora se move com veracidade no meio teatral, no mundo da droga, num ambiente onde as paixões são, como em todo o lado, fugazes, mas intensas.
Todo o romance gira à volta de Constança, directora de uma agência de publicidade e de Aida que se apaixona por ela, mas que mantém as suas relações com os seus colegas do Conservatório. Depois de muitas peripécias em que os "actores" deste verdadeiro drama se encontram e desencontram, Constança após um acidente de automóvel magistralmente descrito, recompõe-se, mas um novo apaixonamento entra na sua vida: a secretária. E o romance termina com a frase em que a convida para ir com ela para Florença.
Estilo perfeito, linguagem correcta, substantiva, frases curtas, atenção aos pormenores, "Alice e o Abismo" faz-nos entrar no mundo "do outro lado do espelho" pela mão feminina de uma escritora excelente."
Carlos de Miranda
(Editor)

Autora:  Leonor Campos Nasceu no Porto em 1952. Por ser filha de músicos cresceu em contacto com a Arte e a Cultura. Na adolescência, frequentou o Conservatório de Música. Desde sempre se interessou pelo Teatro. Entre 1974/76, pertenceu ao Teatro Universitário do Porto. Mais tarde teve uma breve passagem pelo Conservatório de Teatro de Lisboa. Tirou cursos de línguas, tendo chegado a leccionar Francês e Inglês. Fez um estágio de jornalismo. Em 1992, concluiu um curso profissional de teatro na Academia Contemporânia do Espectáculo. Participou como actriz em vários espectáculos entre eles: As Criadas, de Jean Geneti; A Ópera dos Três Vinténs, de Bertold Brecht; Sonho de uma Noite de Verão, de William Shakespeare; Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente; Roberto Zucco, de Bernard Marie Koltés. Fez estágios em Inglaterra e França. Durante vários anos, dedicou-se a dar aulas de teatro a crianças e adolescentes, tendo chegdo mesmo a escrever algumas peças infantis.
Desde sempre escreveu, nomeadamente, poesia, mas este é, de facto, o seu primeiro romance.


Opinião: É um livro que aborda um tema que não costuma ser muito falado em romances: a homossexualidade feminina. Fala da descoberta da homossexualidade, da negação inicial de uma das personagens e de todo o preconceito social à volta desta temática, levando até a um afastamento tanto de familiares como do círculo de amizades. Por outro lado também aborda o consumo de álcool e de drogas e de como facilmente se passa de um consumo de moderado e social a uma dependência grave. 
Apesar de conhecer a autora e, por isso, poder ser suspeita para falar, gostei bastante, por ser um tema pouco falado e porque, apesar de ter uma linguagem bastante acessível, estar bem escrito e bem organizado. Ao longo da história percebe-se a evolução de cada personagem, desde uma fase inicial calma e estável, até entrar numa espiral descendente de obsessões, drogas e álcool, culminando num trágico acidente. É um livro que prende bastante a leitura, mas como ponto negativo aponto o tamanho de letra e espaçamento entre palavras/letras, que dificultam um pouco uma leitura mais fluída.

Classificação: 4/5

1 comentário:

Lacorrilha disse...

Ui, é já o próximo.
Obrigada pela partilha de opinião.
Beijinhos