terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Maré de azar

E contra factos não há argumentos. Passo a relatar o meu dia de ontem:


Azar número 1 - Fui para as aulas e esqueci-me do guarda-chuva, apesar do temporal que estava. Como já não dava tempo de voltar atrás, apanhei uma molha daquelas de ficar completamente encharcada. Cabelo todo a pingar, calças super pesadas devido à quantidade de água e casaco idem. Como tinha aulas todo o dia, inclusive no Porto e em Vairão(vila do conde), e não queria faltar, andei o dia todo a tremer de frio.
Azar número 2 - Eu tinha dito que ia fazer a minha necrópsia semanal ontem, certo?Pois é, mas não fiz uma, fiz DUAS! (já explico porquê a seguir)
Azar número 3 - Cheguei à sala de necrópsias e o prof começa a dizer que era uma "surpresa". Vai buscar um saco à super arca frigorífica e sabem o que tinha lá dentro? Um monte de leitões, recém-nascidos. Fui buscar um e era mesmo minúsculo. Fazer necrópsias de um animal adulto custa, mas de uma animal acabado de nascer ainda faz mais impressão.
Azar número 4 - O prof estava possuído e não parava de ir à minha beira, ou mesmo de falar alto na sala, sobre pratos gastronómicos de porco, sobre entrecosto, lombo, etc etc. E a perguntar sobre técnicas de matar os porcos,a falar sobre alheiras e judeus e sei lá mais o quê (sem contar com as típicas piadas de cariz sexual que ele muito gosta -.-) Enfim, um terror para alguém que se está a tentar abstrair de tudo isso e a fazer o que tem de fazer.

E basicamente descobrimos que a morte dos leiões tinha sido por esmagamento por parte da mãe-porca, mal nasceram (nem tiveram tempo de mamar pela 1a vez, porque não tinham qualquer conteúdo gastrointestinal).
Azar número 5- Quando acabou estava eu mesmo contente por já ter passado e começo a ver o prof a olhar muito para as horas.. E acaba por dizer : ainda têm uns 40 minutos de sobra e, como vocês já são experts nisto, vamos fazer outra necrópsia -.- (quando uma necrópsia normalmente se faz numa 1h30min).Lá vem, desta vez, um cão, que, como o próprio prof designou na brincadeira :" não era um cão com um tumor, mas sim um tumor-cão". Tinha um tumor gigante,que cresceu no lugar onde devia estar um rim normal. Pelos vistos, aquilo não era nada comum, ou seja tivemos a tirar não sei quantas fotos e amostras e coisas assim. Até aqui tudo bem, o "errado" no meio disto tudo é que o cão tinha a mandíbula toda partida. Mas mesmo muito. E sabem porquê? Levou um pontapé do dono =S Metia dó..
Azar número 6 - Vim embora da aula, estava um temporal enorme.. O que já tinha secado da molha da manhã, voltei a ficar ensopada e tive de correr durante 15 minutos até chegar ao metro. (aí consegui ver o quão fora de forma eu estou. Correr aquilo tudo, com a roupa encharcada e, portanto, muito pesada, com carteira pesada, mais cadernos etc. Fogo..corria um bocadinho e tinha logo de parar.) No metro toda a gente a olhar para mim e a pensar que era maluca, porque estava mesmo toda molhada.
Azar número 7 - Mal chego a casa, soube que tinha saído uma nota. Não passei a uma das cadeiras que estudei mais. Muito bom.
Azar número 8 - Soube que a minha avó tinha piorado.
Azar número 9 - Vou dormir, exausta e acordo uma hora depois, muito mal disposta e com dores fortes de estômago. OU seja, uma noite mal dormida, quando hoje às 7h tinha de me levantar.

Alguém consegue superar-me neste dia? lol Duvido muito..é sempre assim, quando estou numa má fase, TUDO corre mal. Acredito mesmo que coisas negativas atraem coisas negativas. Enfim..



3 comentários:

Vida de Praia disse...

Dias de tanto azar só têm uma vantagem: não podem piorar mais ;-) Espero que te tenham corrido melhor as coisas hoje.
:-*

shakti disse...

Bolas...espero que hoje as coisas tenham corrido de melhor forma !!!

bj

*C*inderela disse...

bolas! que maré de azar. espero que daqui para a frente as coisas começem a melhorar

bjokas*