sábado, 9 de novembro de 2013

Crise

Bem sei que a crise não atinge toda a gente. Continua a haver pessoas a viver vidas de luxo e a consumir mundos e fundos, o que acaba por não ser mau porque são esses que ainda fazem a economia ter algum movimento. E mesmo aqueles que, ainda não vivendo no luxo, podem manter um bom nível de vida, também não vejo mal algum nisso.

O que me tem feito confusão nos últimos tempos são as pessoas que num momento se queixam imenso da crise e como tudo está complicado e no momento seguinte estão a fazer uma série de compras futeis como se afinal nada existisse. Então em que ficamos? Estão a viver dificuldades ou não? Se podem comprar, ótimo, é bom sinal, mas para quê fazer o "choradinho" antes se afinal não vos está a afetar assim tanto? Desculpem o desabafo, mas é uma coisa que mexe comigo.

No meu caso, não estou propriamente mal devido ao meio familiar onde estou que ainda me permite viver uma vida bastante boa. Consumo pouco nesta altura porque, se eu já era poupada antes, agora claro que fiquei mais ainda. Também na fase que estou de final de curso não faço ideia de como vai ser o meu futuro e gostava mesmo de não demorar muito tempo até ficar independente. Apesar de estar tudo tão negro, logo se vê como vai correr e finalmente cheguei à conclusão que não vale mesmo a pena sofrer por antecipação.

Sei que o blog andou muito parado, mas estava mais uma vez numa fase sem vontade de aqui vir escrever. Vamos ver se agora ganho mais vontade outra vez!

Beijinho a todos e bom fim de semana.

ps: Obrigada Lacorrilha, foi depois de ler o teu comentário que me apeteceu escrever :)

2 comentários:

Essência disse...

Essa dicotomia de posições/acções é que deita por terra toda a argumentação possível. E é isso que "revolta".

Sobrevivemos a mais uma semaninha princesa, que bom! E que bom é ter-te de volta também por cá :)

Beijinho*

Lacorrilha disse...

Apercebe-mo do que falas quase todos os dias, mas já tenho tanto em que pensar, que já nem quero saber.
Fico contente de ter contribuído para o teu regresso aqui ao estaminé. Já me fazias falta.
Beijinho e boa semana.