domingo, 20 de setembro de 2009

Mais uma..

Ultimamente sei de cada notícia..daquelas de arrepiar a espinha mesmo. Desta vez nada tem a ver comigo, mas com uma das minhas amigas mais antigas..Quando a ouvi dizer que algo não estava bem, já esperava tudo (até porque depois destas férias já espero tudo a toda a hora). Sempre me dei muito bem com ela e a minha família também sempre se deu bem com a família dela. Lembro-me perfeitamente do apoio que me deram quando há uns anos atrás a minha mãe teve um problema de saúde grave e teve de ir a Espanha fazer um tratamento..e saber agora que o pai dela luta contra um cancro daqueles, fiquei mesmo chocada. Até porque pode calhar a qualquer um de nós.

A M' é daquelas pessoas que é naturalmente boa pessoa e muito boa amiga e, apesar de ultimamente não estarmos tanta vezes juntas vamos sempre mantendo contacto. Lamento mesmo muito o que ela está a passar e desejo que tudo corra pelo melhor.Eu sei que isto não tem nada a ver..mas às vezes parece que as piores coisas calham às melhores pessoas. Vejo tanta gente má e sem escrúpulos a safar-se muito bem na vida..Não acho que exista uma relação entre o facto de se ser boa pessoa e ter uma boa vida, mas a verdade é que é muito injusto e revolta-me.

beijinho*

2 comentários:

maria teresa disse...

Tenho idade para ser sua avó mas, desde que fui jovem adulta como a "menina" , sinto exactamente a mesma coisa. Deveria existir uma morte suave, uma vez que somos mortais, para todos mas no caso de não poder ser, que fossemos escolhidos pelo modo como nos "portámos" na vida.
Apoie a sua amiga, a sua presença deve bastar e talvez o caso tenha um bom desfecho, pense principalmente nisso.
Há muita gente que supera um cancro, eu sou exemplo disso e já lá vão muitíssimos anos, numa altura em que não existiam os meios de diagnóstico actuais, nem as diferentes terapias

Sapatos de Lacinho disse...

Compreendo-te. Vamos esperar que tudo corra bem. A minha avó há uns anos teve um cancro maligno no estomâgo e agora anda ai feliz da vida. Temos de acreditar.

beijinho